Como adaptar a casa para crianças

Como adaptar a casa para crianças

Como adaptar a casa para crianças

A casa de solteiros, ou de jovens casais, geralmente não precisa passar por grandes adaptações. Afinal, na maioria dos casos, estas pessoas não têm qualquer dificuldade de locomoção ou visão. Contudo, com a chegada de novos membros à família, é preciso fazer algumas adaptações na casa, para reduzir o risco de acidentes. É o que acontece, por exemplo, quando recebemos uma pessoa idosa em casa, ou compramos um animal de estimação. Outro caso que demanda algumas mudanças na casa é a chegada de crianças, que alteram completamente a rotina do lar.

Segurança e beleza

Uma das grandes questões quando precisamos adaptar a casa para crianças é o cuidado com a estética. Embora a segurança seja a questão primordial, não há motivo para abandonar o cuidado com a beleza do lar. Quando vamos adaptar uma casa para crianças, temos que ter em mente uma série de fatores. As crianças têm muita energia e, em seus primeiros anos de vida, não têm discernimento sobre o valor das coisas. Por isso, para uma criança, é praticamente a mesma coisa pintar uma folha de papel ou a parede do quarto.

Este, inclusive, é um dos primeiros passos na adaptação de uma casa para crianças: se você puder alterar o piso e a parede do lar, escolha materiais de fácil limpeza, para que não seja necessário renovar a pintura caso as crianças deixem rabiscos pelas paredes. A saúde da criança também é prioridade total. Atualmente é fácil encontrar, em casas de materiais de construção, pisos com revestimentos que impedem a proliferação de bactérias e fungos.

Tomadas, redes e grades

Outro cuidado indispensável se dá com as tomadas da casa. Não é raro que as crianças se acidentem, às vezes até com alguma gravidade, por colocarem objetos condutores de eletricidade em tomadas expostas. Neste caso, também é possível encontrar, em lojas especializadas, protetores de tomada que têm uma aparência discreta, podendo até mesmo embelezar uma tomada.

Crianças são extremamente curiosas. Portanto, é imprescindível que você coloque telas ou grades nas janelas. A vantagem das telas é a possibilidade de remoção após algum período, quando a criança já estiver maior. Se você vive em uma casa térrea, tenha atenção redobrada com grades e entradas. Se os muros forem baixos, utilize grades altas, sem pontas, para que a criança não possa sair de casa com facilidade.

Outros cuidados

Além dos cuidados mencionados acima, também precisamos ter atenção com outros acessórios, como os tapetes. O banheiro deve sempre ter tapetes antiderrapantes, não apenas na região onde a criança toma banho, mas em todo o banheiro.

Atualmente, a maioria dos móveis é fabricada com quinas arredondadas. Entretanto, se você tem alguma mesa ou estante com quinas pontudas, compre peças protetoras em lojas de materiais de construção. Estas peças “arredondam” a quina dos móveis, evitando que um eventual encontrão cause maiores danos.

Lembre-se, também, de utilizar travas nas portas, para evitar que as crianças prendam os dedos. Com estes cuidados simples, além de outros, você diminuirá consideravelmente os riscos quando tiver uma criança em casa.

Comentários

comentários

Veja Também:close