FIES 2014: Como Funciona e Como Participar

FIES 2014: Como Funciona e Como Participar

Não ter grana para cursar uma faculdade não serve mais como desculpa nos dias atuais. Há diversas maneiras de ingressar numa universidade com o bolso vazio (ou parcialmente vazio). E o prazo de pagamento, depois de formado, pode chegar a 6 anos.

O que é o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Governo destinado aos alunos de instituições particulares cujos cursos de graduação estejam devidamente licenciados, aprovados e conceituados pelo MEC.

Desde 2010 os juros do FIES baixaram quase que pela metade, e hoje atingem a pequena marca de 3,4% ao ano. Além disso, o estudante pode solicitar o seu financiamento em qualquer período do ano, não necessitando mais aguardar até o começo de cada semestre, como ocorria.

Inscrição no FIES 2014

O estudante interessado em contar com o auxílio do FIES deve acessar o site SisFIES e preencher os campos informados com seus dados completos, que vão desde nome dos pais até o CPF. É necessário um breve cadastro.

O segundo passo está na validação de todas as informações passadas anteriormente. O estudante deve comparecer, na sua instituição de ensino superior, em até 10 dias úteis (depois da inscrição), na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). É esse órgão que aprovará — ou não — as informações prestadas pelo estudante.

Depois da validação de todas as informações o estudante tem até 10 dias úteis para se dirigir até um agente financeiro do FIES (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal) e contratar o empréstimo.

Maiores informações

Estudantes que trancarem a matrícula, em qualquer período do curso superior, não podem solicitar o FIES. Todos os cursos com nota (ou média) superior à três (03) no conceito MEC tem cobertura parcial ou total do programa.

Vale lembrar que a cada semestre o estudante deve renovar o seu desconto. Essa renovação é conhecida como Aditamento. É a CPSA que inicia tal aditamento e o estudante valida eletronicamente todo o processo.

O estudante pode solicitar desconto mínimo no curso e período escolhido de 50%. E máximo de 100%. Tudo depende da avaliação de renda comprobatória. Por exemplo: caso a renda familiar mensal do candidato fique até 10 salários mínimos, o estudante pode solicitar que o programa cubra 100% de suas mensalidades.

Se a contratação do FIES ocorrer num período em que o estudante já tenha efetuado pagamentos à instituição de ensino, todos os valores serão ressarcidos, integralmente.

Com exceção dos cursos de licenciatura ou para alunos matriculados no ProUni, não é obrigatório ter um fiador vinculado ao programa. Caso contrário é indispensável a apresentação de garantia financeira (nesse caso o fiador).

O prazo para pagamento do empréstimo é duas vezes maior do que o período de utilização do mesmo. Por exemplo: se o estudante cursou graduação de quatro anos e desses, três utilizou o FIES, ele tem até seis anos para pagar mensalmente o empréstimo, de acordo com a porcentagem solicitada (50, 75 ou 100%).

Depois de formado o estudante tem até 18 meses para iniciar os pagamentos do empréstimo.

Comentários

comentários

Veja Também:close