GP da Itália 2014

GP da Itália 2014

GP da Itália 2014

Quem gosta de Fórmula I com certeza sabe do GP da Itália 2014. O Grande Prêmio da Itália é uma competição que acontece todos os anos, na Itália. A primeira vez que a disputa de corrida aconteceu foi em 1921, no dia 4 de setembro, em Montichiari, na povíncia de Bréschia, num circuito feito em vias públicas. Em 1922 foi construído o Autódromo Nazionale di Monza, e desde então, todas as disputas do GP da Itália acontecem na pista de Monza.

Até hoje, 84 disputas do GP da Itália foram realizadas. 65 delas são oficiais. A primeira competição oficial foi apenas em 1950.

Algumas das edições da corrida não aconteceram em Monza, uma delas foi em 1937. A disputa aconteceu em Livorno, na pista Montenero. A competição ocorreu lá devido a um grande acidente que aconteceu em 1928, onde o piloto Emilio Materazzi perdeu o controle do seu carro e matou 30 pessoas. Por este motivo, nos dois anos seguintes o Grand Prix não foi realizado. Após ele retornar na pista Montenero em 1937, no ano seguinte ele voltou a ser realizado em Monza.

A edição de 1937 foi à última antes da Segunda Guerra Mundial. A Segunda Guerra deixou tudo destruído e por isso, as provas aconteceram em Milão e Turim. Após a recuperação da pista, a competição retornou para a pista de Monza. Com exceção de 1980, que o Grande Pr?mio aconteceu no Autódromo di Imola, as competições acontecem em Monza.

Vencedores do GP da Itália 2014

O GP da Itália 2014 aconteceu em setembro e quem venceu foi o piloto dos Estados Unidos, Lewis Hamilton, da Mercedes. Hamilton fez as 53 voltas da competição em uma 1 hora, 19 minutos e 10 segundos. Ele atingiu 25 pontos na tabela classificatória. Quem ficou em segundo lugar foi o piloto da Alemanha, Nico Rosberg, também da Mercedes. Rosberg, que atingiu 18 pontos. E em terceiro lugar ficou o brasileiro da Williams-Mercedes, Felipe Massa, com 15 pontos.

O maior vencedor do GP da Itália é o Alemão Michael Shumacher, na categoria piloto, com 5 troféus de primeiro lugar. Já o maior vencedor na categoria equipe é a Ferrari, com 19 disputas vencidas, 18 delas oficiais.

Na maioria das competições do GP da Itália, quem vence, ganha por pouquíssimos segundos de diferença.

Competição GP da Itália

Nessa competição, os pilotos percorrem 53 voltas na pista de Monza, norte de Milão, na Itália. Cada volta tem 5.793 quilômetros e 11 curvas. No total, o piloto percorre 308.238 quilômetros. A volta mais rápida da competição foi em 2004, feita por um brasileiro. Rubens Barrichello, da Ferrari V10, terminou a volta em 1 minutos e 20 segundos.

A Ferrari é a equipe que mais disputou GPs em todo o mundo, já foram 863 competições e 220 vitórias. Em seguida vem a McLaren com 735 corridas, destas, eles venceram 183. E em terceiro lugar está a equipe Williams, com 604 corridas e 114 ganhas.

O piloto mais jovem a competir é o espanhol Jaime Alguersuari de 19 anos e 125 dias, em seguida vem o jovem Mike Thackwell de 19 anos e 182 dias. Os pilotos mais velhos a competir nos GPs são: Louis Chiron, de 55 anos e 292 dias e o piloto Philippe Étancelin de também 55 anos e 191 dias.

Brasileiro que competiu no GP da Itália 2014

Nesse ano tivemos apenas um brasileiro que competiu no GP da Itália 2014, Felipe Massa ficou em terceiro lugar na competição. Massa nasceu em Botucatu, em São Paulo. Tem 33 anos e é vice campeão de Fórmula I. Prêmio conquistado em 2008. Atualmente, ele é piloto contratado pela empresa Williams. Massa iniciou sua carreira em 1990 no kart e então depois começou a competir na Fórmula I.

Em 2009, Felipe Massa sofreu um acidente durante um treino classificatório para o Grande Prêmio da Hungria. Ele foi atingido por na cabeça por uma mola que se soltou no carro de Rubens Barrichelo. Após 9 dias internado e de algum tempo de recuperação, Massa voltou às pistas, para a competição GP do Brasil.
Outro piloto muito conhecido no Brasil, mas que não participou do GP da Itália 2014, é o Rubens Barrichelo. Rubinho – como é chamado – também começou sua carreira automobilística no kart. Fez muito sucesso no kart, onde conquistou cinco títulos brasileiros. Aos 19 anos, ele foi para a fórmula 3000, onde ficou em terceiro lugar na classificação geral.

Mas foi somente em 1993 que Rubinho iniciou sua carreira na Fórmula I, pela Jordan. Em 2002, o piloto ganhou o prêmio de melhor novato indy. Rubens Barrichelo já teve 209 provas concluídas na zona de pontuação. Ele é o piloto que mais subiu ao pódio da Fórmula I, 68 vezes. E hoje ele é o 7º maior pontuador na classificação geral.

Marcando a história: Ayrton Senna no GP da Itália

Ayrton Senna é um dos mais conhecidos pilotos da história da Fórmula I. Até mesmo quem não conhece ou não gosta do esporte, já ouviu falar de Ayrton Senna. Ele foi três vezes campeão mundial, e também foi vice-campeão. Ayrton é conhecido como um dos maiores pilotos da história automobilística. Ele morreu em 1994, num acidente no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, durante o Prêmio de San Marino.
Como a maioria dos pilotos, Senna também começou sua carreira no Kart e só depois de anos mudou para as competições na Fórmula I.

Senna participou de diversas competições, seu primeiro GP foi no Brasil, em 1984. Mas sua primeira foi no GP de Portugal, em 1985. Sua última Vitória foi em 1993, no GP da Austrália. Ayrton Senna chegou a participar do GP da Itália, mas não ganhou pois a Toleman suspendeu Senna de correr por quebra de contrato.

GP da Itália

O próximo GP da Itália acontecerá em setembro de 2015, novamente na pista de Monza. Além do GP da Itália, existem outros GPs, como no Brasil, Alemanha, Bélgica, Áustria, Cingapura, Japão, Estados Unidos, Rússica, Hungria, Bahrein, Malásia e outros países. No total, 20 países participam do circuito GP.

Comentários

comentários

Veja Também:close